terça-feira, 31 de julho de 2012

Retrospectiva 2011/12 - # 11


Jogos


06/05 – Newcastle 0 x 2 Manchester City – Iniciamos o último mês da temporada em uma liderança que parecia improvável, há 180 minutos de um título mais que esperado por uma torcida carente a 44 anos. Este era o enredo para a nossa penúltima partida, que mostrava que o campeonato estava ainda longe de acabar, embora parecesse perto. O derby foi épico, em que mostramos uma superioridade tremenda, mas ainda tínhamos responsabilidades e necessidades por mais duas rodadas.

O Newcastle era mais uma pedreira em nosso caminho, os Magpies realizavam uma campanha magistral, e, contra todas as expectativas, ainda lutavam por Champions League, e também precisavam vencer, tanto que começaram com tudo, dominando a partida nos primeiros minutos e fazendo com que concentrássemos na defesa.

Aos poucos, o time azul foi se soltando em campo. Aos 10 minutos, David Silva tentou um chute cruzado, foi nossa primeira boa chance, mas o melhor momento veio no finalzinho, quando Barry chutou e a zaga adversária tirou em cima da linha.

O inicio do segundo tempo indicava um empate indigesto para as duas equipes, que nos colocava uma pressão maior ainda sobre os ombros, precisávamos vencer ou vencer! Por isso foi a nossa vez de tomar a iniciativa e colocar os donos da casa acuados em sua defesa, fazendo-os apostar nos contra-ataques, onde chegaram a dar alguns sustos.

O City martelava, mas não conseguia furar o bloqueio, até que Yaya, nosso herói-mor, resolveu arriscar, tinha que ser assim, e de longe, aos 69, abriu o placar para nosso alívio. Nos minutos seguintes os Blues continuaram abusando das chances perdidas, com Yaya e Aguero, novamente. Mas o marfinense, maior fazedor de gols importantes da história, nos deu a vitória aos 88, e fez os olhos dos torcedores brilharem mais ainda diante da glória iminente.

13/05 – Manchester City 3 x 2 Queens Park Rangers – Foi maior que tudo, maior que tudo o que já vimos de emocionante do futebol. Coloque junto à descrença, a chacota, a expectativa, a superação, 44 anos, a emoção, dois gols nos últimos minutos, a virada, bata bem e terás isto.

Qualquer lembrança trás a tona arrepios e nos faz reviver o que sentimos aquele domingo pela manhã. A certeza se transformou em drama, e este em algo épico, típico dos melhores romances, das mais instigantes aventuras.

Ainda inspirados nos filmes, podemos dizer que tudo começou como um dia comum, como uma partida comum do City em casa, o QPR, que ainda lutava para não cair, recuou, e fomos para cima, pois tínhamos que vencer para não depender de ninguém (ao mesmo tempo o United visitava o Sunderland no Stadium of Light).

Estava claro que o nervosismo fazia parte dos jogadores, e isto atrapalhava nosso jogo, para piorar, o gol de Rooney na outra partida, logo aos 21 minutos, nos deixou sem qualquer opção, senão a vitória. Não conseguíamos ter grandes chances, mas aos 39 abrimos o placar, com contribuições da sorte e do goleiro Kenny: a bola passou entre as mãos do arqueiro, e ainda bateu na trave antes de entrar, Zabaleta nos deu a taça novamente. Cinco minutos depois tivemos uma importante baixa, Yaya teve de sair, com dores na perna, para entrada de De Jong, mas a ida para o intervalo foi bem mais tranqüila, e em vantagem.

Os momentos que definiriam o que foi a partida aconteceram apenas na segunda etapa, a vantagem durou pouco, aos 47 Lescott falhou, e Cissé apareceu livre para empatar, era o começo do quase-fim...

Oito minutos depois, Barton, um babaca revelado por nossa equipe, agrediu Tevez e foi expulso, antes de sair de campo, o covarde ainda bateu em Aguero, típico do seu caráter. Após a confusão, tínhamos mais uma vantagem para tentar a virada, mas esta não teve muita serventia, sentíamos demais o momento, não conseguíamos simplesmente jogar tamanha era a tensão em campo.

Aos 66, o mundo caiu em cima de jogadores e torcedores, Mackie recebeu cruzamento e fez a virada londrina. A partir daí foram minutos de incredulidade, de um sentimento de frustração que arrebentava com qualquer um.

Aos 75, uma substituição que seria vital: saída de Tevez para entrada de Balotelli. Aos 90, o italiano quase marcou, dois minutos depois, David Silva cobrou escanteio na cabeça de Dzeko, que também havia entrado minutos antes, o bósnio reascendeu uma tênue esperança do que ainda parecia impossível, e empatou a partida.

Aos 49, ocorreu o inacreditável, o lance que deixou aquele jogo na história: Aguero tabela com Balotelli, que, caindo, retorna a bola sutilmente para o argentino, ele passa por dois e chuta para o mundo se render a nós.

Não deve ter existido um torcedor do City neste mundo que não tenha perdido a garganta, se emocionado, pulado como um louco, aliás, os leigos daqui viram um monte de loucos, apaixonados por um time de longe, como se fosse de berço, um time acima de tudo incomum, especial.

Aconteceu...

*O grande herói poderia ter sido vilão, isto mesmo, na partida contra o Newcastle Aguero não apenas passou em branco, como perdeu uma chuva de gols, inclusive um cara-a-cara com o goleiro, quando ainda estava só 1 x 0, e nos fez temer pelo pior, na lógica do “quem não faz, leva”. Imaginem um Kun crucificado e amaldiçoado eternamente, talvez fosse assim, principalmente por aqui, mas felizmente o final feliz veio!

*O jogo entre Sunderland e United terminou minutos antes do que no Etihad, e foram justamente os minutos cruciais. O árbitro apitou com os devils campeões, mas tiveram que esperar com tensão a beira do gramado, as comemorações só existiam timidamente na torcida, quando foi anunciado o gol de Aguero, a perplexidade tomou conta de Fergie e Cia, sendo uma das imagens marcantes daquele dia.

*Os nossos rivais não parecem ser muito amados por lá, claro, além da própria torcida. Vê-los derrotados parece ter tirado um engasgo de boa parte dos clubes. As torcidas de QPR (que mesmo com a derrota escapou da queda) e Sunderland comemoraram junto aos Blues. O Stadium of Light se rendeu ao “Poznan” ao final dos jogos.

Este foi o último capítulo desta série. Perdeu os outros? Veja aqui.

Com time misto, City é derrotado pelo Oldham



O Manchester City fez o seu sexto jogo da pré-temporada e perdeu para o Oldham Athletic por 2-1. O time do City foi um time misto, nem mesmo Roberto Mancini foi a campo, o comandante da equipe foi o seu auxiliar Attilio Lombardo. Os jogadores que estavam na Ásia para os amistosos contra Arsenal e um combinado da Malásia, voltaram para Manchester ontem e tiveram uma folga.

Mas o City contou com a volta dos ingleses Hart, Lescott e Milner, dos franceses Nasri e Clichy e do holandês Nigel de Jong. Todos esses jogadores tiveram alguns dias de férias a mais pois estavam disputando a Euro e estrearam só hoje na temporada pelo City. Balotelli e David Silva, finalistas do torneio, voltaram a Manchester só ontem e começaram os treinamentos apenas hoje, por isso não participaram da partida.



Roque Santa Cruz foi outro jogador que voltou a atuar com a camisa do City. O paraguaio esteve emprestado para o Bétis na temporada passada e voltou ao clube. E inclusive o gol do City foi dele.

O jogo foi no estádio do Oldham, o Boundary Park, que fica situado na grande Manchester.

O Oldham é dirigido por um ídolo do City, o ex-jogador Paul Dickov, um atacante que marcou época no clube. Dickov teve duas passagens pelo City, uma de 1996 até 2002, quando atuou em 158 partidas e marcou 35 gols, e uma segunda passagem, desta vez mais velho, de 2006 até 2008, atuando em 16 partidas.

A partida começou eletrizante, logo aos 4 minutos o Oldham abriu o placar com Robbie Simpsom. O City foi empatar só aos 8 minutos do segundo tempo com Roque Santa Cruz, mostrando que ainda pode ser útil. O jogo parecia que iria terminar em empate, mas aos 46 do segundo tempo Jonathan Grounds marcou o gol da vitória para o time da casa.

O City atuou com Hart, Wabara, McGivern, Lescott, Facey, Clichy, Milner, De Jong (c), Nasri, Jelovic, Santa Cruz.

O próximo confronto do City é contra o Wolfsburg, da Alemanha, no dia 4 de agosto às 16:30 (horário de Brasília)


segunda-feira, 30 de julho de 2012

Com grande atuação de Aguero, City vence combinado da Malásia


O Manchester City venceu mais um amistoso preparatório para a temporada 2012/2013. O adversário da vez foi um combinado de onze jogadores da Malásia, e, com show de Aguero, o City venceu por 3-1. O argentino foi o grande destaque ao marcar um golaço e dar mais duas assistências.

Os argentinos Aguero e Tevez fizeram grande partida e esbanjaram entrosamento, foram diversas oportunidades criadas pelos dois. O primeiro lance de perigo da partida foi aos 6 minutos, Yaya deu lindo passe para Tevez, que driblou o goleiro e a bola sobrou para Aguero, mas o camisa 16, com pouco ângulo, chutou no travessão. Mancini apostou mais uma vez na garotada e dessa vez Denis Suarez foi titular. O jovem jogador espanhol é tido como grande promessa da base do clube, e é um meia com características parecidas com seu compatriota David Silva. Aos 9 minutos Suarez tabelou com Tevez e chutou cruzado para fora, levando perigo ao gol adversário.

O primeiro gol veio aos 16 minutos e foi do camisa 16. Aguero, em lance genial, marcou um golaço. O atacante recebeu uma bola no meio de 4 jogadores e, em apenas um corte, limpou os 4, depois driblou mais um zagueiro e finalizou com categoria, uma verdadeira pintura.

Kun Aguero continuava esbanjando classe, aos 25 o argentino deixou Tevez na cara do gol, e o camisa 32 finalizou de canhota pra fora, levando perigo. Aos 29 minutos Aguero deixou outro companheiro na cara do gol, dessa vez Kolarov, que sofreu penalti que o juiz não deu.

O segundo gol veio no segundo tempo, logo com dois minutos Aguero deixou Tevez na cara do gol que finalizou de canhota, marcando o segundo gol da partida. O terceiro veio quatro minutos depois, aos 6 minutos do segundo tempo, o garçom da partida Aguero deixou Adam Johnson na cara pra ampliar a vantagem. O gol de honra da Malásia foi no final da partida, aos 41 minutos, em um chute cruzado de Akil.


O City foi a campo com Pantilimon, Zabaleta, Savic, Kolo Toure, Kolarov; Razak, Yaya Toure (c), Suarez, Adam Johnson; Tevez e Aguero.

Boyata, Evans, Scapuzzi, Lopes e Mancini entraram no segundo tempo.

Com o resultado o Manchester City chegou a terceira vitória consecutiva na pré-temporada, além de um empate e uma derrota. Até agora Aguero é o artilheiro com 2 gols.

O próximo confronto do City é amanhã contra o Oldham Athletic às 15:45 (horário de Brasília).


ABAIXO OS GOLS DA PARTIDA:



MELHORES MOMENTOS DO PRIMEIRO TEMPO:


sexta-feira, 27 de julho de 2012

City vence Arsenal em Pequim


O belíssimo e monumental Ninho do Pássaro, na capital chinesa, marcou o primeiro amistoso de pré-temporada do City na Ásia, e foi um grande clássico da Premier League, o desafio de preparação foi contra os Gunners, e a partida se mostrou bastante movimentada.

O time que foi a campo pelo lado azul era: Pantilimon, Savic, Kompany, Kolo Toure, Kolarov, Zabaleta, Biton, Yaya Toure, Razak, Aguero e Tevez. 


A nossa equipe tratou de definir a partida logo na etapa inicial. O principal destaque ofensivo foi o talismã Yaya Touré, ele deu o passe para Zabaleta abrir o placar, aos 41, e definiu o jogo marcando o seu, apenas três minutos depois.

Mas quem também teve um dia de destaque foi o goleiro romeno Costel Pantilimon, fazendo várias defesas difíceis e fechando o gol para o time londrino. Claro que não ameaça de nenhuma forma a vaga de Hart, mas é importante sabermos que existe alguém de confiança em caso de alguma emergência com Joe, e Pantilimon nos devia uma atuação dessas.

Veja os melhores momentos do amistoso: 


quinta-feira, 26 de julho de 2012

Kompany renova com o City


Vincent Kompany renovou com o City até 2018. Contrato longo demonstra a confiança que a diretoria tem no atleta e o comprometimento do atleta com o clube. Reconhecimento por um cara que se doa pelo City e é o nosso líder. O defensor, de 26 anos, disse que agora espera conquistar mais glórias pelo clube.


"Para mim se você está bem em algum lugar, não há razão para procurar outro lugar. Man City como projeto, não é apenas dos proprietários ou as pessoas que trabalham no clube, é também um projeto meu. Eu estive aqui desde o começo e já vi de tudo, com o clube mudando por dentro e por fora. Sinto que tenho contribuído para isso também. É bom saber que serei do City por mais seis anos. É um honra saber que o clube se sente tão bem sobre mim."


Vincent Kompany chegou ao City em 2008, vindo do Hamburgo, e já atuou em mais de 125 partidas pelo clube. Ano passado o belga foi o escolhido de Roberto Mancini para liderar o grupo, se tornando o capitão.

Vida longa ao nosso capitão, um jogador fantástico, totalmente comprometido com o clube e que ama o City.

Retrospectiva 2011/12 - # 10

ABRIL


Jogos

08/04 - Arsenal 1 x 0 Manchester City – Esta partida foi o ápice para os pessimistas, ou mesmo para todos, afinal, a seis rodadas do final da competição, tínhamos uma desvantagem recorde de 8 pontos para o United, e com uma sequência mais difícil que os rivais, não iria acontecer, pelo menos para nós o sentimento era apenas decepção, pelo jeito o grande derby seria uma mera entrega de faixas...

Os gunners vinham em uma grande ascendente, conseguindo uma vaga na Champions que muitos consideravam improvável, com Van Persie fazendo uma temporada fantástica. Confiantes, partiram logo para cima, nos deixando recuados em nosso campo, e para piorar, Yaya teve que sair logo aos 17 minutos, depois de uma entrada de Song.

O City só conseguiu ter melhores momentos no final do primeiro tempo, sem grandes chances, com destaque para Balotelli, e o placar manteve-se inalterado. No segundo tempo, tínhamos a ciência que a vitória era necessária, mas Mancini preferiu a cautela, e Wenger também, tornando o jogo fraco. Van Persie, sempre ele, era o principal vetor de ataque dos adversários, aos 75 minutos cabeceou na trave, com a zaga evitando o gol em seguida. Logo depois, Sagna chutou cruzando e acertou novamente o poste, a bola sobrou para Benayoun, foi a terceira bola na trave, e o gol do Arsenal parecia perto.

E aos 86, Pizarro perdeu a bola para Arteta, que avançou e marcou o único gol da partida, o trágico dia ainda culminou em mais uma expulsão de Balotelli, após receber o segundo cartão amarelo. Pelo jeito, nos restava apenas terminar a temporada dignamente, parecia...

11/04 – Manchester City 4 x 0 West Bromwich – Se passar a temporada em branco parecia quase uma certeza, não é por isso que tínhamos que desistir de fazer a nossa parte, e a goleada no jogo seguinte serviu para dar uma sacudida na equipe, o bom futebol reapareceu e nos animou novamente, mais ainda quando na mesma rodada o United perdeu para o Wigan, o significou a diminuição da diferença para 5 pontos.

Logo aos 5 minutos, Aguero chutou de fora da área e abriu o placar, e manteve-se assim até o intervalo. Como praxe, no segundo tempo a porteira escancarou, logo no inicio Silva e Nasri trocaram passes, e a bola sobrou para Kun marcar o segundo, seu também. Aos 61, Tevez marcou o primeiro gol pós volta, para fazer de vez as pazes com a torcida, Aguero cruzou para trás e a bola sobrou para Carlitos mandar para as redes. Para finalizar, nosso maestro, que também voltou a jogar bem, David Silva, fechou o placar aos 64 minutos.

14/04 – Norwich 1 x 6 Manchester City – O City começou uma reação espetacular, e com todas as letras! Da mesma forma misteriosa que o futebol sumiu, ele voltou, e aplicamos uma goleada estrondosa, com show argentino, em um jogo que tinha tudo para ser difícil contra o surpreendente Norwich City.

O placar começou a ser construído aos 18, Carlitos, que já havia sofrido um pênalti não marcado por Chris Foy, recebeu de Silva, e, de fora da área, mandou onde a coruja dorme, um golaço! Já era um bom presságio do que viria, 9 minutos depois, gol com selo argentina de qualidade, passe de Tevez para Aguero chutar forte e fazer 2 x 0, mais um bonito gol. Após isto, o jogo esfriou, seguindo assim até o intervalo.

Na volta para o segundo tempo, os Canaries tentaram mudar o panorama, e foram pra cima, conseguindo êxito aos 51, com Surman. E o time amarelo se animou, ganhando espaço e passando a dar sustos, com isso a partida teve seus momentos de sufoco, mas aos 73, Yaya, que tinha começado do banco, chutou, Ruddy defendeu e soltou, e Tevez foi oportunista no rebote: 1 x 3. Um minuto depois, Aguero não deixou barato e também fez seu segundo, chutando de longe. A briga entre os compatriotas continuou, era um verdadeiro dia “porteño”, aos 80, Tevez correu com a bola, passou por Ruddy e marcou o quinto, hat-trick do camisa 32. Aos 90, Kun ainda quis botar lenha na fogueira, mas a bola bateu na trave. E ainda tinha tempo para mais um, e desta vez não foi argentino, para variar um pouco, Adam Johnson finalizou aos 92 e fechou a goleada.

22/04 – Manchester City 2 x 0 Wolverhampton – A 35ª rodada foi mais que positiva, não só pela nova vitória, desta vez contra o Wolves, mas também porque o Everton arrancou um espetacular empate por 4 x 4, em Old Trafford, o que nos possibilitou ficar a apenas três pontos do diabos, com um saldo melhor e um derby por jogar na rodada seguinte.

Contra um adversário tranquilo, lanterna da competição, nem precisamos nos esforçar muito para o resultado positivo. Controlamos o jogo desde o inicio, ganhando espaço e tendo chances com Tevez, Nasri e Aguero. Aos 27, o genro de Maradona abriu o placar, após passe de Clichy.

O Wolves até tentou esboçar algum perigo, mas o City continuava sendo mais efetivo com ataques rápidos, e aos 73, Tevez passou para Nasri, que chutou cruzado para dar números finais a partida. E o time chegava ao derby com chances reais de ascender a liderança.

30/04 – Manchester City 1 x 0 Manchester United – A uma segunda feira foi reservado o “derby do século”, como assim foi chamado, um clássico que há muito não tinha tamanha importância, uma verdadeira final, com muita expectativa e pressão o cercando. Se o City vencesse, tomaria o primeiro lugar no saldo de gols, e só dependeria de si mesmo. A vitória dos visitantes os faria abrir seis pontos de vantagem, faltando duas rodadas, o que praticamente os deixaria de mãos dadas com a taça.

E assim chegamos ao grande dia, sir Alex Ferguson mostrou que vergonhosamente vinha com o regulamento embaixo do braço, e colocou seu time para se segurar, praticar anti-jogo, como uma equipe pequena e desde o primeiro minuto. O City dominava a posse de bola, mas não conseguia vencer o bloqueio vermelho e ter chances efetivas, deixando o jogo morno, os melhores momentos foram de Nasri e Aguero, com chutes para fora e trocas de passe.

Mas a glória estava reservada para os acréscimos, ainda da primeira etapa, glória de um time e de um jogador, em especial. Kompany, aquele que foi expulso bisonhamente contra o mesmo time em janeiro, cabeceou escanteio cobrado por Silva e nos deu a vitória mais importante de todas.

No segundo tempo, inevitavelmente, o United teve que sair, mas não conseguiu ter um único chute a gol sequer durante os 90 minutos, sendo punido pelo medo, e ofuscado por uma partida espetacular de nossa linha defensiva. E ainda tivemos boas chances com Yaya e Aguero, mas o final apontou para 1 x 0, um único gol de diferença que valeram tanto, ou mais, que aquele 1 x 6. Quando ninguém acreditava, um time azul e seu técnico acreditaram em si mesmos, e com humildade vieram os frutos.

Aconteceu...

*O City teve três indicações para o melhor jogador da temporada inglesa: Aguero, Hart e David Silva, concorrendo com Scott Parker, Robin van Persie e Wayne Rooney. Kun também foi indicado para o prêmio de melhor jogador jovem, entrando na disputa com Gareth Bale, Alex Oxlade-Chamberlain, Daniel Sturridge, Kyle Walker e Danny Welbeck. Os escolhidos foram Van Persie e Walker, respectivamente.

*O papel do derby da 36ª rodada, já aguardado com ansiedade desde o primeiro minuto de 2011/12, mudou radicalmente ao longo da temporada. Se pela primeira metade seria uma mera entrega de faixas aos Blues, graças a sua avassaladora campanha, quando perdemos para o Arsenal e ficamos a oito pontos, a situação se inverteu, e o que temíamos era ter que sermos meros expectadores dos mais uma vez campeões ingleses. Mas os deuses do futebol conspiraram a favor, e o grande jogo acabou se confirmando.

terça-feira, 24 de julho de 2012

City vai até a China para continuar a preparação


Após iniciar sua preparação na Áustria, o elenco do Manchester City segue rumo a China para o amistoso contra o Arsenal na sexta-feira. O grupo ainda não está completo, Richards está com a seleção inglesa olímpica, e os jogadores que jogaram na Euro ainda estão de férias, mas grande parte do elenco já está em preparação.

Na Áustria o comandante Roberto Mancini procurou testar bastante os jovens jogadores, principalmente no primeiro jogo. No total foram 3 jogos, com uma derrota para o Al Hilal por 1-0, um empate em 0-0 com o Dynamo Dresden, e uma vitória sobre o Besiktas por 2-0 com gols de Aguero e Kompany.

A forma ideal ainda não chegou, normal para pouco tempo de preparação, mas esse clássico contra o Arsenal promete ser um grande jogo.

Edin Dzeko, que ainda se recupera de lesão, não viajou com o grupo, o que aumentou ainda mais os rumores de uma ida do atacante para o Milan. Mas isso é apenas especulação, o bósnio ficou em Manchester para continuar seu tratamento e fez questão de explicar em sua conta oficial no twitter que não viajou com o grupo porque ainda não está 100%.

O horário da partida contra o Arsenal ainda não foi confirmado, mas em breve teremos novidades.


Barry empenha-se para voltar aos campos



Gareth Barry está correndo contra o tempo para estar apto ao início da nova temporada. O meio-campista tenta recuperar sua forma física depois de viajar para Munique, para uma operação abdominal.

"Eu fiz uma operação há duas semanas. É apenas um problema da última temporada que não parecia curar-se", explicou Barry, que agora está de volta a Carrington para reabilitação.

"Eu o senti novamente quando viajei  com a Inglaterra para a preparação da Euro e então tive algum tempo fora, mas ainda assim não melhorou, então o próximo passo foi a operação.”

"O problema era no estômago, por isso depois de ver um especialista eu tive que fazer uma operação de hérnia. O principal objetivo da era para reparar os músculos internos e torná-los mais fortes."

Apesar do revés, o jogador de 31 anos tem certeza de que está agora no caminho da recuperação.

"Os primeiros sinais são muito bons, as cicatrizes curaram muito bem, mas vamos ver como me sinto quando começar a jogar novamente. Dedos cruzados que tudo vai ter curado", declarou.

"Eu acho que o pior acabou agora, houve um processo de cicatrização de duas semanas e eu comecei minha reabilitação para tentar entrar em forma e recuperar o atraso com relação ao resto dos rapazes.”

"
Eu realmente não quero colocar uma escala de tempo sobre ela, mas espero estar pronto para os principais jogos iniciais."

"Na hora a minha mente é definida apenas em estar em forma e 100% e tentar jogar o maior número possível de partidas esta temporada.”

"O objetivo imediato é tentar e se sentir bem quando eu começar a treinar com os outros, então eu vou dar um passo de cada vez"
, finalizou.

sábado, 21 de julho de 2012

Retrospectiva 2011/12 - # 9

MARÇO


Jogos

03/03 – Manchester City 2 X 0 Bolton – Na partida contra o penúltimo colocado na classificação, válido pela 27ª rodada, Mancini se deu ao luxo de colocar as estrelas David Silva e Aguero no banco, mas nem por isso deixamos de conseguir os três pontos.

Começamos o jogo com tudo, perdendo boas chances com Nasri e Balotelli, e já assustando os visitantes de inicio, dando mostras que o gol não demoraria a sair, e assim o foi, logo aos 22 minutos com Clichy, que chutou e contou com o desvio em Steisson. Abrir o placar não diminuiu a gana do City, que continuou tendo grandes chances de ampliar, especialmente com os irmãos Touré e Balotelli, consagrando o goleiro Bogdán com boas defesas. As melhores chances dos visitantes saiam dos pés do jovem Ryo Miachi, mas o placar manteve-se na vantagem mínima.

O segundo tempo continuou igual, com grandes chances para o City logo no inicio. Quase fizemos 2 x 0 quando Pratley mandou contra seu próprio gol, mas a bola bateu no travessão, só que aos 69 não teve jeito, Adam Johnson fez bela jogada que terminou na conclusão de Balotelli, fechando o placar da vitória tranqüila que nos manteve na liderança.

08/03 – Sporting Lisboa 1 x 0 Manchester City – As oitavas de final da Europa League nos colocou no caminho mais portugueses, aparentemente até mais tranqüilos que os anteriores, mas só no papel, os duelos contra o Sporting foram bem mais duros que contra o Porto, e começamos levando desvantagem para a volta.

O primeiro tempo se mostrou equilibrado, pois não jogamos bem, o que compensou nossa superioridade técnica, houve algumas chances para os dois lados com João Pereira, Kolo Touré e Barry, mas o placar não saiu do zero. O segundo teve o único gol do jogo logo aos cinco minutos, o zagueiro brasileiro Xandão precisou de duas chances para fazer, de calcanhar, um gol importantíssimo para o time de Alvalade. Após isto, o City tentou correr contra o prejuízo, mas sem ser muito efetivo, a melhor chance foi de Balotelli, que cabeceou no travessão aos 41 minutos. Placar mantido, resultado adverso levado para Manchester.

11/03 – Swansea 1 x 0 Manchester City – A derrota no meio de semana não foi tão sentida como esta, a fatídica partida em que perdemos a liderança, ao qual só viríamos a recuperar no derby, oito rodadas depois.

O Swansea fez uma boa Premier League, com um time arrumado, apresentando bom futebol e sendo forte principalmente em casa,  sentimos isto na pele... As coisas pareciam se complicar logo no inicio, aos 5 minutos Lee Mason marcou pênalti de Hart em Routledge, mas a muralha se recuperou ao defender o que seria o primeiro gol dos galeses. Com uma defesa forte, o time da casa conseguia impedir que o City conseguisse bons ataques, com um primeiro tempo sem boas chances. Na tentativa de mudar o panorama, Mancini colocou Aguero já aos 37 minutos.

No segundo tempo apresentamos um futebol melhor, e passamos a ter mais chances, controlando a partida. Aos 83, porém, Luke Moore cabeceou para marcar o gol da vitória dos Swans. Os minutos seguintes foram de desespero, cientes do prejuízo que a derrota causaria, a equipe tentou de todas as formas empatar, e chegou a conseguir, mas o gol de Richards foi anulado.

15/03 – Manchester City 3 x 2 Sporting Lisboa – Vitória dramática, virada espetacular, mas não suficiente para nos levar as quartas da Europa League. Depois de tomar um susto na primeira etapa, levando dois gols, conseguimos reagir, mas a vitória necessária era de dois de diferença.

Errando muitos passes, o City permitiu algo atípico de se ver no Etihad: espaços para o time visitante assustar bastante, mesmo assim conseguimos boas chances com Johnson e Balotelli. Os portugueses se mostraram eficientes: aos 31, Fernandez bateu falta com categoria e abriu o placar, oito minutos depois Wolfswinckel fez o segundo. Fomos para os vestiários precisando marcar quatro gols na segunda etapa, fizemos três.

Ao contrário dos que imaginavam um time abatido e entregue no resto do jogo, viu uma mudança de postura, com os jogadores acreditando na vitória, e ela veio. Foram 45 minutos de ataque contra defesa, com os portugueses tentando manter a classificação. Aos 59, Aguero marcou o primeiro, aos 72, pênalti de Renato Neto no argentino, Balotelli empatou, aos 81, Aguero pegou a sobra de cabeçada de Balotelli e fez o terceiro. A partir daí foi uma correria, só mais um tento consagraria a ida a próxima fase, no último lance do jogo Hart foi para a área e cabeceou uma bola que quase o transformou em herói, pena que ficou no quase mesmo...

21/03 – Manchester City 2 x 1 Chelsea – A maré não era nada boa, perda da liderança e eliminação na Liga Europa, e o City teve logo que pegar o Chelsea em um jogo de vida ou morte, onde vencer era mais que obrigação.

Por toda a pressão em que o time estava envolvido, e buscando retornar a boa fase, o City partiu para cima dos Blues, que não sentiram vergonha em recuar e apostar nos contra-ataques, mas fomos pouco efetivos em chances reais. A melhor da primeira etapa foi de Balotelli, que chegou a frente de Cech, mas chutou em cima do goleiro.

Para a segunda parte, Mancini tirou o compatriota para colocar Barry, e assim liberar Yaya para o jogo, e o domínio continuou. Mas o desespero se tornou real aos 60 minutos, em um escanteio David Luiz dividiu bola com Barry, um lance que poderia ser dada falta, passando para Cahill mandar para o gol, a bola ainda desviou em Yaya antes de entrar.

A derrota injusta era um pesadelo, que ceifava qualquer motivação para o título. Como forma de reagir, Mancini mandou Tevez para o jogo, era a primeira partida depois da volta, e os rumos começaram a mudar, aos 76, em cobrança de escanteio, Zabaleta chutou, batendo na mão de Essien, por milagre o pênalti foi marcado. Cobrança de Kun, e o empate veio.

Aos 86, mais um lance épico que seria fundamental para a glória de meses depois, Tevez tabelou com Nasri e deu assistência para o francês tocar na saída de Cech, coroação do melhor jogador da partida, do contestado argentino também, e seguimos vivos.

24/03 – Stoke City 1 x 1 Manchester City – Mais um jogo fundamental para as pretensões da equipe, e novamente uma pedreira. O City teve que visitar o Stoke no Britannia, onde raros se safam, e fomos mais um para a estatística, tivemos que nos contentar com um suado ponto.

Em geral, o primeiro tempo foi bom, fomos mais efetivos em jogadas de ataque, com Dzeko desperdiçando algumas chances, como uma cabeçada para fora aos 2 minutos. Mas foram os Potters que desperdiçaram a mais clara de todas, com Zabaleta tirando uma bola em cima da linha.

Na segunda etapa, mesmo cenário, City tentando furar o bloqueio, Stoke tentando contra atacar, e abusando da violência, mas que deu certo. Aos 58, Crouch arriscou de fora da área a marcou um golaço, que sabemos bem que nunca havia acontecido e jamais acontecerá novamente, para provar a fase ruim que estávamos. Após isso a pressão foi incessante, aos 75 funcionou, Yaya chutou, bateu na defesa e enganou Begovic.

Após o empate, ciente dos objetivos, nossa equipe tentou virar com chances constantes, mas estas foram desperdiçadas, e o Stoke conseguiu se segurar.

31/03 – Manchester City 3 x 3 Sunderland – Para encerrar o complicado mês, em que pouco se teve a comemorar, com chave de lata, o mais inexplicável, inacreditável, decepcionante resultado da temporada. Não, não perdemos de goleada, nem os Black Cats são a pior equipe do mundo, mas vacilamos quando não se podia, e logo na até então intransponível fortaleza do Etihad. Naquele momento muitos desacreditaram...

Poderia ter sido pior, ao contrário dos visitantes habituais, o time listrado não foi um gatinho covarde, retrancado, esperando o pior. Não tiveram medo do nosso retrospecto e atacaram sem medo, com objetividade, coisa que não esperávamos, sendo recompensados por isso.

No final da primeira etapa já estávamos em desvantagem, com Larsson marcando aos 30, e Bendtner, nos acréscimos. Antes disto Balotelli, em pênalti sofrido por Dzeko havia deixado tudo igual, mas não adiantou.

Vantagem assegurada, hora de se resguardar... Nada disto, o Sunderland continuou com a mesma filosofia, e conseguiu fazer o terceiro, já na segunda etapa, aos 54, com Larsson novamente. O desastre estava feito, mas pelo menos depois disto mostramos poder de reação, aos 85, Balotelli diminuiu, apenas um minuto depois Kolarov empatou. Os Blues ainda tentaram uma corrida tresloucada por uma incrível virada, em vão. Desastre diminuído, mas não evitado, era o pior momento do time na temporada.

Aconteceu...

*Depois de tantas reviravoltas, Mancini aceitou as desculpas de Tevez, e o argentino mais uma vez não teve como encerrada sua passagem por aqui, durando, em paz ao que parece, até agora. E sua volta foi no jogo difícil contra o Chelsea, sem negar o espírito decisivo, que nos faz esquecer em poucos minutos suas inúmeras bobagem, deu uma bela assistência para o importante gol da virada.

*Mário Balotelli foi entrevistado por, ninguém mais, ninguém menos, que Noel Gallagher, o mais famoso torcedor do City, junto com o irmão, e lenda da música. Na ocasião, o músico, que trabalha para a BBC, não fugiu das perguntas polêmicas ao atacante.


sexta-feira, 20 de julho de 2012

City encerra preparação na Áustria com vitória


O City conseguiu sua primeira vitória nos amistosos de preparação para a próxima temporada, depois de anteriormente perder por 1 a 0 para o Al Hilal, e empatar sem gols com o Dynamo Dresden, a equipe encerrou seus jogos em Innsbruck com uma vitória por 2 a 0 sobre o Besiktas, da Turquia.

Também mostrou a estréia "pé-quente" da nova camisa vinho, pela primeira vez usada pelo clube em um jogo.

Novamente o City utilizou, em sua maioria, jogadores reservas. Mas os gols foram anotados por titularíssimos: Aguero abriu o placar aos 45 do primeiro tempo e Kompany, em um golaço por cobertura, definiu o jogo aos 12 da segunda etapa.

Agora a equipe de Mancini parte para a Ásia, o próximo jogo é daqui a sete dias, contra o Arsenal em Pequim.

Veja os melhores momentos abaixo:

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Sub-18 também começa preparação



Não é apenas o time principal que iniciou sua preparação. Com bem menos holofotes, é claro, a equipe sub-18 e suas joias também iniciaram a pré-temporada, e ao contrário dos astros da equipe principal, saíram com uma vitória, na última segunda-feira, por 2 x 1 sobre o Hallam FC em Sandygate Road, terra mais antiga do mundo de futebol.

Gols do brasileiro Renan Silva e do meio-campista austríaco Sinan Bytqi foram suficientes para dar ao time de Adam Sadler uma vitória merecida contra uma equipe forte fisicamente.

A equipe foi desenhada a partir do ano passado, com jogadores menores de 16 anos.

"Nós jogamos contra homens, por isso sempre vai ser um desafio físico, mas os rapazes lidaram com isso muito bem - mantivemos nossos princípios, movimentando a bola desde lá atrás e criando chances", disse Sadler, que tem sido responsável pelos sub-18 desde agosto de 2011.

O ex-chefe do Plymouth's Centre of Excellence  acredita que os preparativos estão bastante avançados para uma temporada de sucesso na Platt Lane.

"A equipe está em formação o tempo inteiro nas últimas semanas, mas foi bom para sair e jogar uma partida - que foi um jogo realmente bom, nós definitivamente tivemos o adversário certo na noite."

O ex-treinador da base do Newcastle United apontou para os recém-chegados a equipe principal, Marcos Lopes e George Evans, no campo de treinamento da Áustria, como exemplos de que o trabalho da Academia está dando frutos.

"Tendo trabalhado com Lopes e Evans no ano passado, eu sei os bons jogadores que são – vê-los dando este passo é fantástico", entusiasmou-se Sadler.

"É uma grande mensagem para os garotos que recentemente assinaram seus contratos, mostrando que as oportunidades com o primeiro time estão lá e que eles podem maximizá-las nesta Academia."

Ligações entre os menores de 18 anos e a Elite Development Squad (EDS) são ajustadas para serem mais próximas do que nunca na temporada vindoura, com jogadores que se sobrepõem entre as duas equipes. Adam acredita que estes laços são importantes para o desenvolvimento de seu time.

"A passagem para a EDS lhes dá uma oportunidade fantástica para conseguirem chegar um pouco mais perto do grupo do primeiro time e com o início da nova Liga dos Reservas sub-21, haverá muitas oportunidades nos próximos meses."

O time vai para Portugal na segunda-feira para um campo de treinamento onde eles vão continuar os preparativos para a FA Premier Academy League, com um par de amistosos contra equipes locais.

terça-feira, 17 de julho de 2012

Retrospectiva 2011/12 - # 8


FEVEREIRO


 Jogos

04/02 - Manchester City 3 x 0 Fulham – Se o final do mês de janeiro foi para esquecer, o mês do Carnaval começou bem para o City, com bom futebol e uma vitória convincente.

Criando bastantes oportunidades, o gol não demorou para sair: Aguero, aos 9 minutos mandou para as redes pênalti sofrido por Johnson. Aos 30, os próprios jogadores dos Cottagers se deram ao trabalho de ampliar, Baird fez contra ao tentar interceptar passe de AJ. O terceiro gol aconteceu na segunda etapa, Dzeko, aos 72, recebeu de Aguero para fechar o placar. A partida, disputada sob muita neve, marcou a estréia do chileno Pizarro na equipe.

12/02 – Aston Villa 0 x 1 Manchester City – Seguindo na Premier, conseguimos mais uma vitória, desta vez apertada, mas condizente com as dificuldades habituais do Villa Park. Os Villans não se incomodaram em atuar na retranca em sua própria casa, por isto o City tinha dificuldades para alcançar a área adversária, mesmo exercendo bastante pressão e um bom futebol. A melhor chance do primeiro tempo veio em uma bola na trave de Adam Johnson.

No segundo tempo a pressão continuou, a insistência foi premiada aos 62 minutos, em uma cobrança de escanteio, Lescott recebeu de Milner e finalizou. Nos minutos finais foi a vez do time de Birmingham conseguir boas chances a seu favor, e também de Hart entrar em ação para garantir o triunfo.

16/02 – Porto 1 x 2 Manchester City – Como sabemos, terminar em terceiro lugar no grupo da Champions dá o direito, como consolação, a uma vaga na fase de 16 avos da Europa League, antiga Copa UEFA, e que andamos tendo presença constante no últimos anos. Os dois times de Manchester foram para a competição, e nossa estréia foi logo contra os campeões da temporada anterior, o bom time do Porto.

O primeiro tempo foi marcado por grande movimentação e boas chances para os dois times, os portugueses começaram melhores, conseguimos equilibrar, mas, aos 27 minutos, Varela antecipou Kompany e abriu o placar. Com o placar adverso o City cresceu na partida, Helton fez boas defesas em chutes de Nasri e Balotelli, o empate parecia questão de tempo, mas só veio na segunda etapa.

Aos 54 minutos, Alváro Pereira se atrapalhou com Helton, e em disputa com Balotelli mandou contra sua meta. Aos 77, Aguero, que tinha sido poupado pela maratona de jogos que vinha disputando, entrou no lugar do italiano, minutos depois Yaya deixou o argentino na cara do gol, este não perdoou e nos colocou em ótima situação para a classificação.

22/02 – Manchester City 4 x 0 Porto – Chocolate com gosto de bacalhau! Meio estranho, mas foi a combinação certa para esta partida. Já não bastasse entrar tranqüilo após a vitória por 2 a 1 na partida de ida, logo aos 19 segundos Aguero abriu o placar para nos encaminhar as oitavas.

O gol relâmpago animou Kun, que quase marcou outro aos 29 minutos, mas a bola foi caprichosa e bateu no travessão depois de passar pelo goleiro, e o jogo se manteve assim, com o City administrando, até os 76 minutos quando Dzeko recebeu de Aguero e marcou, a goleada começava a dar as caras. Aos 84, Pizarro, que tinha entrado no lugar de Aguero, foi o garçom do muitas vezes garçom David Silva, que fez o terceiro. No minuto seguinte o chileno marcou seu primeiro gol com a equipe azul, 4 x 0 e classificação mais que garantida!

25/02 – Manchester City 3 x 0 Blackburn – Um fevereiro só de vitórias, encerrado com mais uma tranqüila partida em casa contra os Rovers. Começamos o mês com um 3 x 0, encerramos com o mesmo placar, recuperando a auto-estima perdida no mês anterior.

Para variar um pouco, fizemos um jogo de muitas chances e ampla superioridade em campo, com Balotelli querendo jogo, Paul Robinson teve de se virar para não ver suas redes em movimento cedo, mas só venceu a disputa por 30 minutos, quando Kolarov cruzou para o italiano abrir o placar, antes do intervalo Yaya e Aguero perderam chances da ampliação.

No segundo tempo, logo aos 7 minutos, Aguero pegou sobra de Robinson e ampliou, o terceiro gol veio com Dzeko, que substituiu Balotelli e com três minutos em campo recebeu novo cruzamento de Kolarov, aos 81. O Blackburn, que na temporada conseguiu vencer o United no Old Trafford, foi tão inofensivo que se pode dizer que Hart foi um sortudo expectador em campo.

Chegou

David Pizarro – Meia, da Roma. Empréstimo até o fim da temporada.

Aconteceu...

*No dia 14, Tevez resolveu abandonar suas “férias” não autorizadas de dois meses na Argentina e voltar a Manchester. Depois de ver a janela passar e sua situação continuar indefinida, e dar uma entrevista a televisão argentina se declarando inocente, o atacante veio disposto a voltar aos treinos e reconquistar seu espaço no clube.

*A gol de Aguero no estádio do Dragão foi o primeiro fora de Manchester e Londres.

*A partida também marcou a volta de Yaya Touré, depois de perder a final da Copa das Nações Africanas junto à Costa do Marfim para Zâmbia e ser provocado estupidamente por Rooney no Twitter. Polêmicas a parte, o jogador fez bastante falta em mais de um mês ausente.

City empata em segundo amistoso preparatório


Manchester City e Dynamo Dresden não saíram do 0x0 em partida realizada na tarde desta terça-feira. Mancini procurou mesclar o time, colocando medalhões e jovens. Apesar de ter perdido na primeira partida e empatado na segunda, essa situação é normal, visto que o time não tem entrado com força máximo e é apenas o segundo jogo da temporada, o entrosamento demora a chegar mesmo. Todos os jogadores disponíveis entraram em campo, o comandante procurou testar os jovens. 


O City atuou com:: Pantilimon (Johansen 74mins), Zabaleta (Elabdellaoui 74), Kolo Toure (Boyata 86), Savic (Mancini 86), Kompany (Rekik 68) Biton (Evans 86), Yaya Toure (Razak 70), Lopes (Weiss 62), Kolarov (Helan 74), Tevez (Scapuzzi 74) and Aguero (Jelavic 46, Bunn 86

Assuntos

#FollowTheCaptain (1) #ManchesterCity #ManchesterUnited #Derby #City #United #RoyKeane #Ferguson (1) #SemanaDoClássico (4) #TOGETHER (3) 11ª rodada da Premier League (8) 12ª rodada da Premier League (3) 12ª rodada da Premier League 2013/2014 (2) 13ª rodada da Premier League 2013/2014 (1) 13ª rodada Premier League (1) 13ª rodada. (1) 14ª rodada da Premier League 2013/2014 (1) 14ª rodada Premier League (3) 14ª rodada Premier League 2013/2014 (2) 15ª rodada da Premier League (2) 16ª da Premier League (1) 16ª rodada da Premier League (2) 17² rodada da Primier League (1) 17ª Premier League 2013/2014; Premier League; Premier League 2013/2014; Kompany (1) 17ª rodada da Premier League (2) 18ª rodada Premier League 2013/2014 (1) 19ª rodada da Premier League (3) 19ª rodada da Premier League 2013/2014 (1) 1ª rodada da Premier League 2013\14 (3) 20ª rodada da Premier League (1) 20ª rodada da Premier League 2013/2014 (1) 21ª rodada da Premier League (3) 22ª rodada da Premier League (3) 23 (1) 23ª rodada da Premier League (4) 24ª rodada Premier League (3) 25ª rodada da Premier League (3) 26ª rodada da Premier League (4) 27ª rodada Premier League (2) 28ª rodada da Premier League (2) 2ª rodada da Premier League (2) 2ª rodada da Premier League 2013/2014 (1) 2º rodada Premier League (1) 30ª rodada da Premier League (1) 34ª rodada da Premier League (1) 35ª rodada da Premier League (2) 36ª rodada Premier League (3) 37ª rodada da Premier League (2) 38ª rodada da Premier League (2) 38ª rodada Premier League (1) 38ª rodada Premier League 2013/2014 (1) 3ª rodada Premier League 2013/14 (1) 4ª fase (2) 5ª rodada da Premier League (3) 5º rodada (1) 6ª rodada da Premier League (1) 7ª rodada da Premier League (4) 7ª rodada da Premier League 2013/2014 (1) 8ª rodada da Premier League (4) 9ª rodada (1) 9ª rodada Premier League (2) Abdul Razak (2) Abu Dhabi (1) Academia (19) Adam Johnson (48) Adam Sadler (1) Adebayor (38) ADUG (4) Aguero (86) Agüero (4) Aguero. (1) AJ (13) Ajax (5) Ajax. (1) Al Alin (1) Al Hilal (2) Alan Shearer (1) Alessio Cerci (1) Alex Ferguson (5) Alex Nimely (1) Alexis Sanchéz (2) Alvaro Negredo (16) Amistoso (3) Amistosos (6) Análise Tática (4) Ander Herrera (1) Anelka (1) Anfield Stadium (1) Arsenal (26) Ashley Young (1) Aston Villa (14) Atacantes (5) Aubameyang (1) Audi Cup (1) baines (1) bale (1) Balotelli (76) Barcelona (10) Barclays NY Challange (3) Barclays Premier League (2) Barnsley (2) Barry (35) Bayern (11) Belgica (1) Belhanda (1) Bellamy (16) Bellamy. (1) Bem Haim (1) Ben Mee (1) Benjani (2) Benteke (1) Besiktas (2) Birmingham (4) Birmingham. (1) Blackburn (7) Blog do City (3) Blog na Mídia (1) Blue Moon (1) Blue Moon Rising (1) Boa Vista (1) Boateng (3) Boca Juniors (1) Boca Júniors (1) Bojinov (1) Boleyn Ground (1) Bolton (3) Borussia Dortmund (5) Boyata (7) Boyota (1) Brasil (1) Brasileiros no City (1) Brian Kidd (2) Brian Marwood (1) Bridge (15) Brighton (1) Brittania Stadium (1) Caicedo (1) Camarões (1) Cameroon (1) Camisa nova (2) Campeões (3) Capital One Cup (8) Cardiff City (1) Carling Cup (29) Carlos Tevez (67) Categorias de base (10) Cavani (6) Centro de Treinamento (1) CEO (1) Champions (7) Champions League (54) Champions League 2012/13 (27) Champions League 2013/14 (2) Champions League Sergio Aguero Manchester City Alvaro Negredo Stevan Jovetic Vincent Kompany (2) Chelsea (33) Cisse (1) City (6) City Football Academy (1) City of Manchester Stadium (16) City v United (1) Cityticketx (1) Clichy (12) Community Shield (7) Complex Etihad (1) Comunicado Blog (2) Contratações (12) Contratações 12/13 (5) Contratações 13/14 (1) Contusões (5) Copa da Liga 10/11 (2) Copa da Liga 13/14 (1) Copa das Nações (2) Copa das Nações Africanas (3) Copa do Mundo 2010 (4) Copa Ueda 07/08 (1) Copa Uefa 08/09 (5) Copa Uefa 10/11 (4) Costa do Marfim (1) Costel Pantilimon (10) Crise no City (6) Crystal Palace (2) CSKA (2) Cunningham (1) Curiosidades (2) Daniel Agger (1) Danielle De Rossi (6) data FIFA. (2) David Gonzalez (1) David Luiz (3) David Moyes (1) David Platt (6) David Silva (109) david villa (2) De Jong (25) Deadlineday (1) Defensores (12) Deloitte (1) Demba Ba (1) Demichelis (2) Denis Suarez (4) Derby (32) Derby de Manchester (3) Desfalques (1) Dispensa 10/11 (3) Dispensa 12/13 (1) doping (1) Dubli Super Cup (2) Dunne (2) Dynamo Dresden (1) dzeko (38) Eden Hazard (5) Edin Dzeko (70) Edinson Cavani (2) Edison Cavani (2) EDS (20) Elano (5) Elenco (1) Eliaquim Mangala (2) Eliminatórias Copa 2014 (1) Eliminatórias Euro 2012 (4) Emirates Stadium (1) Empréstimos (3) Empréstimos 10/11 (6) Empréstimos 11/12 (3) Empréstimos 12/13 (5) English Team (3) Enquete (2) Entrevista (36) equipe do blog (1) Espanha (3) Especulação (16) Especulação 08/09 (11) Especulação 10/11 (43) Especulação 11/12 (18) Especulação 12/13 (22) Especulação 13/14 (3) ESPN (2) ESPN Brasil (3) Etihad (1) Etihad Campus (3) Etihad Stadium (70) Etuhu (1) euro 2012 (4) Euro2012 (4) Europa League (10) Everton (14) Executivos do City (15) FA (4) FA Cup (36) FA Cup 10/11 (18) FA Cup 11/12 (10) FA Cup 12/13 (12) FA Cup 2012/2013 (1) FA Cup 2013/2014 (5) FA Cup Final (4) Fabregas (1) Fábrica do City (9) Falcão (1) Fatos Bizarros (14) Ferguson (1) Fernandinho (8) Fernandinho. (1) Fernando (2) Ferran Soriano (8) FFP (2) FIFA (1) FIFA 12 (1) Financial Fair Play (3) Fiorentina (3) Foe (1) Football Association (1) Fox Sports (1) Frank de Boer (1) Fulham (8) Futebol Brasileiro (1) Gabriele Marcotti (1) Gael Clichy (12) Gai Assulin (1) Gareth Bale (4) Gareth Barry (8) Gary Cook (1) Gary Neville (1) George Evans (1) Gerrard (2) Gervinho (1) Gil Vicente (1) Giroud (1) Given (12) Goleiros (4) Gols (32) Grupo D (3) Hamann (1) Hargreaves (5) Harry Redknapp (1) Hart (50) Hazard (2) História (5) Howard Webb (2) hulk (3) Hummels (2) Ibrahim (5) Ibrahimovic (3) Iheanacho (1) Imagem (2) Inglaterra (2) Inter (5) Internacionalizar (1) Internet (1) Ireland (5) Isco (4) Jack Rodwell (6) James Milner (15) James Rodriguez (1) Janela de Transferências (4) Javi Garcia (14) Javi Martinez (1) javier pastore (1) Jerome Boateng (1) Jesus Navas (5) (6) Joan Roman (2) Joe Hart (31) Jogos Olímpicos 2008 (1) John Guidetti (14) Jose Mourinho (2) José Mourinho (6) Juan Mata (2) Karim Rekik (1) Keep Calm (1) Khaldoon Al Mubarak (4) Kia Joorabchian (1) Kolarov (44) Kolo Touré (20) Kompany (46) Kun Aguero (4) Kun Agüero (4) Lampard (1) Lavezzi (1) Lech Poznan (1) Leeds United (2) Leicester City (1) Lendas do City (20) Lescott (38) Liga do Reservas (1) Liga dos Campeões (4) Liga dos Campeões 4ª rodada (1) Liga Europa 10/11 (12) Liga Europa 11/12 (9) Ligue 1 (1) Lille (1) Linha Cronológica (1) Liverpool (21) Llorente (1) Logan (1) Londres (2) Lyon (1) Maicon (8) Maine Road (2) Maine Road FC (2) Málaga (3) Manchester (1) Manchester City (174) Manchester City Arsenal Etihad Stadium Premier League 13/14 Ingressos (1) Manchester City Arsenal Premier League 2013-14 Fixtures Manchester United (1) Manchester City Benfica Alvaro Negredo Stevan Jovetic Fiorentina Sevilla Eduardo Salvio (1) Manchester City Capital One Champions League Premier League Chelsea CSKA Newcastle (1) Manchester City Dortmund Mario Götze Isco Edin Dzeko (1) Manchester City Etihad Airways Bussiness negócios (1) Manchester City Etihad Campus Etihad Stadium Sheikh Mansour Premier League (1) Manchester City Etihad Stadium Premier League (2) Manchester City Fernandinho Premier League Champions League Manchester United Derby Shakhtar Entrevista (1) Manchester City Fernandinho Shakhtar Premier League Season 2013/14 Contratações Manuel Pellegrini (3) Manchester City Ferran Soriano Malaga Manuel Pellegrini New York City (1) Manchester City Hong Kong Champions League Camisa Away (1) Manchester City Ladies (1) Manchester City LG Etihad Stadium Etihad Campus (1) Manchester City Maicon Roma Serie A Premier League (1) Manchester City New York Yankees New York City Major League Soccer MLS NYCFC (1) Manchester City Portugues Site Ferran Soriano (1) Manchester City Racing Club Bruno Zuculini Argentina (1) Manchester City Real Madrid Isco Pellegrini (1) Manchester City Sevilla Jesus Navas Manuel Pellegrini Ferran Soriano Temporada 2013/14 Premier League (1) Manchester City Sheikh Mansour Etihad Campus Etihad Stadium Fernandinho Jesus Navas New York City Transferências (1) Manchester City Tour Nelson Mandela África do Sul (1) Manchester City Transferências Premier League Deadline Day Jovetic Barry Everton Fernandinho Negredo Navas (1) Manchester United (56) Mancini (27) Manoel Pellegrini (1) Manuel Pellegrini (15) Manuel Pellegrini Manchester City Roberto Mancini David Silva (1) Marc Vivien Foe (1) Marco (1) Marcos Lopes (2) Mario Balotelli (42) Mário Balotelli (10) Mário Balotelli. (2) Mario Gotze (1) Mark Hughes (23) Marketing e Propaganda (4) Mata (1) Matija Nastasic (12) MCFC (2) McGivern (2) Meias (12) Melbourne Heart (1) Melhor do Mundo (1) melhor jogador do mês (1) Mercado (2) Messi (1) Micah Richards (36) Michael Johnson (8) Michu (1) Milan (8) Milner (29) Mohammad Abu (1) MotM (32) MotM 10/11 (20) MotM 11/12 (4) Mourinho (1) Napoli (9) Nasri (27) Nastasic (3) Natalie Pike (1) Negredo (1) Negredo. (1) Neil Warnock (1) Neil Young (1) Newcastle (6) NextGen (1) Neymar (1) Nielsen (2) Nigel De Jong (11) Nike (2) Nir Biton (1) Noel Gallagher (3) Norwich (6) Norwich City (3) Notas (2) Nova Era (1) Numeração Plantel 10/11 (1) Oasis (11) Oitavas de final da Carling Cup (1) Old Trafford (1) Onuoha (5) Opinião (37) Oscar (2) Ozil (1) Pablo Zabaleta (9) Pablo Zabaletta (6) Parceria (1) Pellegrini (4) Peter Crouch (1) Petrov (4) Pizarro (6) Platt Lane (3) Polêmicas (7) Pontos Perdidos (1) Porto (9) Pós-jogo (5) Pré-Temporada 08/09 (6) Pré-Temporada 09/10 (4) Pré-Temporada 10/11 (15) Pré-Temporada 11/12 (4) Pré-temporada 12/13 (12) pré-temporada 13/14 (2) Pre-temporada Pre-Season Manchester City Manuel Pellegrini Jesus Navas David Silva Fernandinho Premier League 13/14 (1) Premier (1) Premier Academy League (1) Premier League (160) Premier League 07/08 (6) Premier League 08/09 (3) Premier League 09/10 (8) Premier League 10/11 (46) Premier League 10ª rodada (3) Premier League 11/12 (76) Premier League 12/13 (25) Premier League 13/14 (3) Premier League 14/15 (1) Premier League 1ª rodada (1) Premier League 2012/2013 (12) Premier League 2013/2014 (19) Premier League 2014-15 (1) Premier League 29ª rodada (2) Premier League 31ª rodada (2) Premier League 33ª rodada (1) Premier League 34ª rodada (1) Premier League 6ª rodada (3) Premier League Premier League 13/14 Manchester City Manchester United Everton Tottenham Newcastle (1) Premier League sub-21 (1) Premier League. (3) Preview (41) Projeto do Sheik (54) Promoção Blog Man City (4) PSG (4) QPR (7) Radames Falcão (1) Rafa Benitez (4) Ratings (1) Rayo Vallecano (1) Reading (1) Real Madrid (13) Recordar é viver (1) Renovação de contrato (4) Responsabilidade Social (1) Retrospectiva 2011/12 (11) Retrospectiva da temporada (11) Richards (10) Rio Ferdinand (1) Roberto Mancini (194) Roberto Mancini Manchester City Gazzetta Dello Sport (1) Roberto Mancini Manchester City MEN Gazzetta Dello Sport (1) Robinho (27) Roma (1) Roman Abramovich (1) Roque Santa Cruz (1) Rumores (4) Rumours (2) Saint Etienne (1) Samir Nasri (33) Santa Cruz (14) Santiago Bernabéu (1) Savic (12) Scapuzzi (2) Scott Sinclair (10) Seleção Argentina (1) Seleção Brasileira (1) Seleções (4) Sergio Aguero (62) Shakhtar Donetsk (1) Shaun Goater (1) sheikh mansour (15) Silva (17) Sky Sports (1) Sneijder (2) Soccer City in the Community (1) Southampton (6) Sporting Lisboa (3) St Mary's Stadium (2) St. Mary's Stadium (1) Stadium of Light (2) Stamford Bridge (3) Stevan Jovetic (9) Stoke City (13) Stuart Taylor (2) Sturridge (2) Suarez (2) Sub-18 (1) summer transfers (2) Sunderland (11) Super Sunday (1) Swansea (13) SWP (8) Sylvinho (3) Taison (1) tecnologia móvel (1) Temporada 2012/2013 (3) Temporada 2013/2014 (2) Tevez (132) The Hawthoms (1) Thiago Silva (3) Thomas Muller (1) Tottenham (18) Toure (7) Toure's (3) Transferência (1) Transferência 08/09 (5) Transferência 10/11 (17) Transferências (23) Transferências 11/12 (11) Transferências 12/13 (14) Txiki Begiristain (3) Txiki Berigistain (1) UCL (5) UCL 1ª rodada (1) UEFA (7) UEFA 12/13 (2) UEFA 13/14 (4) UEFA Chamipons League (1) UEFA Champions League (27) UEFA Europa League (1) UEL (1) Umbro (2) Uniforme (1) Uniforme 2010/2011 (3) Uniforme 2011/2012 (2) Uniforme Novo (1) United (9) Valência (1) Van Persie (5) Viagogo (1) Vidal (1) Vídeo 11/12 (1) Vídeos (3) Vieira (21) Viktoria Plzen (5) Villarreal (4) Villas Boas (1) Vincent Kompany (35) Vydra (1) Wabara (1) Walcott (1) Watford (2) Wayne Bridge (1) Wayne Rooney (4) WBA (2) Weidman (1) Weiss (5) Wembley (5) Wenger (1) West Bromwich (7) West Ham (13) Wigan (11) wilshere (2) Wolves (3) Wright-Phillips (15) Wright-Phillips e Santa Cruz (1) Yaya (11) Yaya Toure (120) York (1) Zabaleta (38) Zacharias Faour (1) Zola (1)